segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Oh Manel... vai pó c******


Tem vindo á baila o que o Manuel Fernandes disse acerca da sua vida profissional. Eu vejo isto assim: Convenhamos, o Manel não fazia nada no Sporting. Até 500 euros por mês era muito, no fundo uma avença para presenças. Ele e outros não produziam nada que justificasse aquele ordenado. Aliás na primeira divisão duvido que haja treinadores, além dos três grandes, a ganharem sequer perto de 10.000,00 euros quanto mais 20.000,00 euros. Nem sei se o Leonardo Jardim ganha tanto. Aquilo foi uma loucura onde todos tinham colher de pau para o tacho. Finalmente a direcção percebeu que ninguém paga aqueles ordenados e que a bitola agora são os 5.000,00 euros do presidente.
Eu até consigo perceber que uma pessoa gaste à medida do que ganha. A questão é que o Manel não foi ganhar melhor para outro lado. Foi para o desemprego. Entre nada e 1500 euros no Sporting, preferiu nada. Enfim, isto faz-me uma certa confusão e gera-me “mixed feelings”. É por estas e por outras que o facto de o presidente ser mal remunerado (5 mil euros para um presidente, com estas responsabilidades, é pouco) tem as suas vantagens: nivela os ordenados dos outros funcionários.
Ora o nosso caríssimo Manel era, a meu ver, apenas uma cara bandeira de Godinho Lopes. Desde que vi num V.Setúbal-Sporting, o Manel aos saltos eufórico depois de o Vitória ter marcado um golo duvidoso que resultou na nossa eliminação da Taça de Portugal, nunca mais o consegui ver com bons olhos e estas palermices recentes fazem-me crer que tenho razão quando penso que o Manel tem pouca inteligência.

1 comentário:

O carteira vazia disse...

neste post bastava o titulo. diz tudo :) abraço!

http://ocarteiravazia.blogspot.pt/