DE VOLTA AOS GRANDES PALCOS!

Regresso á Liga dos Campeões

DE VOLTA AOS GRANDES PALCOS! DE VOLTA AOS GRANDES PALCOS!

O SPORTING NA ALMA ESTÁ NO FACEBOOK!

Ponha GOSTO na nossa página...

O SPORTING NA ALMA ESTÁ NO FACEBOOK! O SPORTING NA ALMA ESTÁ NO FACEBOOK!

VEJA OS JOGOS DO NOSSO SPORTING

Transmissões online aqui!

VEJA OS JOGOS DO NOSSO SPORTING VEJA OS JOGOS DO NOSSO SPORTING

terça-feira, 19 de Agosto de 2014

Escorregadela em Coimbra




Entrada na nova época 2014/15 com o pé esquerdo para o Sporting. Com muitas adversidades à mistura, os leões não foram além de um empate a uma bola frente à Académica, em Coimbra.
No onze titular, as surpresas foram Naby Sarr no lugar de Rojo (havia a dúvida entre o francês e Paulo Oliveira) e Heldon, no lugar que costuma ser de Capel. Tivemos uma boa entrada (de leão) no jogo e chegámos mesmo ao golo aos 15 minutos, por Carrillo, um belo golo que veio de um cruzamento exímio de Jefferson. Estava feito o 1-0. O Sporting manteve-se dono da partida até ao apito do final da 1ª parte. E foi precisamente apartir daí que as adversidades começaram a surgir. Cédric lesionou-se e Marco Silva teve que fazer uma substituição forçada ao intervalo. Deverá ter-se arrependido em não ter sentado Esgaio no banco de suplentes, pelo que teve de "inventar" Rosell à direita. Nova infelicidade para os leões: William via o segundo cartão amarelo e respetivo vermelho à passagem do minuto 65, e passámos a jogar em inferioridade numérica. Mesmo assim, continuámos a dominar o jogo até ao fim. Pecámos por não termos conseguido marcar (tivemos oportunidades para isso) e o provérbio acabou por se aplicar: "Quem não marca sofre". Ao cair do pano, Rafael Lopes aproveita uma falha defensiva para rematar para o fundo das redes, despejando um balde de água fria em todos os sportinguistas. Escapava-se assim a primeira vitória leonina. 
Sem Cedric Soares (lesionado) e sem William Carvalho (suspenso), Esgaio e Rosell devem ser os substitutos para o jogo contra o Arouca em Alvalade, no dia 23 de Agosto. Cabe-nos a nós, adeptos, continuar a levar a tal "Onda Verde" aos jogos e não parar de apoiar a equipa.

domingo, 10 de Agosto de 2014

OFICIAL: Jonathan Silva para aquecer Jefferson


Finalmente está oficializada a contratação de Jonathan Silva, lateral-esquerdo argentino de 20 anos e 1.78m. O jovem internacional pelas camadas jovens da Argentina assinou por 5 temporadas, com a habitual cláusula de rescisão no montante de 45M €. Sem confirmação oficial dos valores envolvidos na transferência, algo que só deverá acontecer na primeira semana de Setembro, através do Jornal Sporting, a imprensa generalizada aponta para um valor na ordem dos 2.8M € por 80% dos direitos económicos do jogador. 
Foi uma boa aposta este jovem argentino. Jefferson, além de precisar de concorrência, estava acomodado com o seu estatuto de titular indiscutivel. E Silva com o potencial que apresenta vai apertar com o brasileiro. Finalizada esta aquisição - se não sair nenhum elemento importante - fica a faltar, pelo menos, um extremo acima da média para se fechar o plantel.

sábado, 9 de Agosto de 2014

Torneio Teresa Herrera - Último teste "a feijões"

A equipa de futebol do Sporting prepara-se para jogar aquele que vai ser o último torneio da pré-época. O torneio Teresa Herrera começa hoje (dia 9) com os dois Sporting's da península ibérica a defrontarem-se: Sporting CP vs Sporting Gijon. As duas outras equipas que disputam o troféu são o Deportivo de la Coruña (onde joga o "sportinguista" Salomão) e o Nacional de Montevideo.
A lista de convocados, divulgada ontem, tem como principais surpresas, as ausências do escocês Ryan Gauld (despromovido à equipa B) e do egípcio Shikabala (continua no Egipto).



Este pode ser o torneio no qual Marco Silva poderá testar um Sporting idêntico àquele que vai começar o campeonato, ainda com tempo de fazer eventuais alterações técnicas. Mesmo assim, gostaria de ver algumas "experiências", como Marcos Rojo a jogar na lateral-esquerda, Esgaio a titular, João Mário a 8, etc.
Para mim, o onze que podia começar este torneio era o seguinte (destaque para 8 portugueses titulares, algo inédito nos 3 grandes atualmente):


segunda-feira, 4 de Agosto de 2014

OFICIAL: Finalmente Rabia


O Al-Ahly anunciou no seu site oficial a venda do defesa-central Ramy Rabia ao Sporting a troco de 750 mil euros. A presença de Bruno de Carvalho no Egito parece ter desbloqueado o negócio que já estava alinhavado há uns dias.  O emblema local resguardou uma fatia de 15 por cento de uma futura venda do jovem de 21 anos por parte dos leões.  O Sporting deverá, em breve, confirmar também a contratação e esclarecer, por exemplo, o número de anos de contrato e a cláusula de rescisão do jogador. 
Quanto ao jogador, Rabia é muito semelhante ao Eric Dier na sua polivalência (joga a central, lateral e trinco), na sua capacidade técnica (condução de bola, passe, domínio da bola, remate de meia distancia e forte no jogo aéreo) e tem igualmente uma grande margem de progressão.Acredito que o Sporting não vai perder grande coisa com a venda do Dier visto que o egípcio (é apenas um ano mais velho que o inglês) se se adaptar bem ao futebol português o substituirá muito bem.

sábado, 2 de Agosto de 2014

Orquestra afinada em noite de Violinos

Sporting-Lazio

O nosso Sporting voltou a conquistar o Troféu Cinco Violinos, vencendo por 4-2 no desempate por grandes penalidades depois de uma igualdade (2-2) com a Lazio, nesta sexta-feira passada. Um jogo de apresentação aos sócios e adeptos, no qual Marco Silva apresentou um onze inicial sem reforços. 
Dominá-mos a partida quase por completo, primeiros 30 minutos com um futebol de muita qualidade, mas a Lazio nos descontos das duas partes aproveitou 2 erros defensivos para marcar e adiou a decisão do troféu para as grandes penalidades. Patrício, que praticamente não foi chamado a intervir durante os 90 minutos, nessa fase defendeu por duas vezes e colocou alguma justiça no resultado.
Ainda não estavam decorridos cinco minutos quando a nossa equipa marcou; Montero quis rematar do lado esquerdo mas, graças a um desvio, a bola foi parar a André Martins, que inaugurou o marcador. Perto do quarto de hora Carrillo recuperou a bola dentro da área italiana mas, isolado, atirou ao lado. Foi esta a toada da primeira parte, com os "leões" a serem rápidos a recuperar a bola, e em zonas avançadas, mas na altura de trocar a bola e atacar eram mais lentos, acusando natural falta de ritmo e demonstrando algumas falhas nos passes. Havia domínio caseiro e a Lazio, desfalcada e a defender muito, praticamente não atacou até aos 40 minutos. Rui Patrício era um espectador até que, primeiro, Pereirinha esteve perto do golo, e depois viu Mauri encostar para o empate, a segundos dos 45', num ressalto de um desvio para o poste.
A segunda parte também começou praticamente com um golo do Sporting: o guarda-redes Marchetti quis inventar em frente a André Martins, ficou sem a bola, cometeu falta sobre o médio dentro da sua área e Adrien converteu com sucesso a grande penalidade. Depois vieram as substituições - Marco Silva realizou quatro ao mesmo tempo - e alguma confusão em determinados períodos; destacaram-se pela positiva Rosell, Slavchev e João Mário, no meio-campo. Do lado italiano houve tentativa de Anderson, por cima, e respostas de Jefferson e Tanaka perto do final. Se o segundo tempo começou como o primeiro, com golo do Sporting, também acabou como a primeira etapa, com golo da Lazio: ataque rápido e Tounkara fechou o marcador já nos descontos. Como estava um troféu em disputa, seguiram-se as grandes penalidades. Keita e Tounkara permitiram a defesa a Rui Patrício, foram os únicos jogadores que falharam e por isso o nosso Sporting ficou com o troféu em casa.
Destaques:
André Martins - Aí vão quatro golos nesta pré-temporada. Esta noite abriu o marcador e passou a destacar-se como o melhor marcador na era de Marco Silva. Está sempre em jogo, progride no relvado com rápidas combinações e desmarcações, e consegue infiltrar-se facilmente entre os defesas contrários e surgir em zonas de finalização, como aconteceu aos três minutos de jogo, a passe de Montero, quando apareceu solto para atirar para as redes de Marchetti.
Adrien Silva - Enquanto a intensidade do médio (apesar de ter exagerado no nº de faltas) esteve presente, o Sporting esteve sempre a equipa mais alta, circulou melhor a bola e dominou a Lazio.
Rojo - O lateral do vice-campeão do Mundo voltou a ser central com o mesmo brio com que se tinha destacado como uma das figuras do Brasil. É quase sempre o primeiro a atacar a bola, deixando o companheiro brasileiro para as segundas bolas. Com a bola nos pés também decide quase sempre bem, disparando para a frente quando está pressionado, mas saindo a jogar quando se sente à vontade para isso.
Rui Patrício - Decisivo no desempate por grandes penalidades com defesas aos pontapés de Tounkara e Keita.