CHAMPIONS SAÍDA DA BRUMA DA MATA REAL

Paços de Ferreira 1 - 3 Sporting

CHAMPIONS SAÍDA DA BRUMA DA MATA REAL CHAMPIONS SAÍDA DA BRUMA DA MATA REAL

O SPORTING NA ALMA ESTÁ NO FACEBOOK!

Ponha GOSTO na nossa página...

O SPORTING NA ALMA ESTÁ NO FACEBOOK! O SPORTING NA ALMA ESTÁ NO FACEBOOK!

VEJA OS JOGOS DO NOSSO SPORTING

Transmissões online aqui!

VEJA OS JOGOS DO NOSSO SPORTING VEJA OS JOGOS DO NOSSO SPORTING

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

A 2 pontos do 2º lugar

Outra vitória! O Sporting recebeu e venceu no passado sábado o Gil Vicente por 2-0 num encontro sem história, no qual, sem brilho, primou pela capacidade de marcar nas alturas certas (1' e 90+2') e por dominar o jogo com posse de bola essencialmente a meio campo.
Com uma entrada verdadeiramente de leão, numa altura em que os adeptos ainda se estavam a instalar, Slimani correspondeu da melhor maneira ao cruzamento de Carrillo, pela direita, após boa jogada leonina. Cabeçada perfeita do argelino para o lado contrário da baliza adversária a inaugurar o marcador. Estava feito o 1-0 ao primeiro minuto. Na restante primeira parte o Sporting escondeu-se atrás do grande começo e criou poucas oportunidades de perigo. O Gil pouco fez também para mudar o marcador e as situações que gerava passavam longe da baliza de Patrício, que praticamente não foi chamado a intervir.
Na segunda parte, mais do mesmo. Sporting a jogar muito a medo, sem chegar perto da baliza de Adriano, sendo que o remate mais perigoso foi um do "meio da rua" de Marcos Rojo ao poste. A equipa de Barcelos a conseguir anular o ataque sportinguista durante a maior parte desta segunda parte e a tornar-se mais atrevida no final da partida, chegando a realizar alguns ataques. E foi no seguimento de um desses ataques que o Sporting chegou ao segundo golo. Contra-ataque bem conseguido pela equipa da casa com a bola a ir parar a Montero, que isola Carrillo, com o peruano a fazer o passe rasteiro e respetiva assistência para Heldon, que só teve que encostar para o fundo das redes, marcando assim o seu primeiro golo com a camisola verde e branca.
Destaques:
Slimani - Tal como no jogo anterior, o ponta de lança esteve muito ativo tanto no ataque como a fazer jogar mais atrás, combinando bem com Capel e Adrien. Foi coroado logo ao início do jogo com um golo.
Carrillo - Apesar de várias bolas perdidas, de fintas realizadas sem sucesso (sendo que algumas até foram bem sucedidas), de assobios, e de não mostrar suficiente empenho ao longo do jogo, fez duas assistências e foi considerado o homem do jogo pelos adeptos.
Heldon - Não foi titular, jogou poucos minutos, mas deu para se estrear a marcar pelo Sporting, celebrando o golo de forma caricata, em lágrimas.
Jefferson - Jogo menos conseguido do lateral que por várias vezes perdeu a oportunidade de atacar pela esquerda ou de arrancar um cruzamento. Também esteve lento nas transições, tendo que ser Rojo a fazer o seu trabalho defensivo por algumas vezes.

quarta-feira, 9 de Abril de 2014

Fim de mais uma novela


Após Labyad (emprestado ao Vitesse) e Jeffren (rescindiu contrato, permitindo poupar milhões de euros ao Sporting), eis que chega a vez de Elias. O arquivo do brasileiro já há muito que estava na caixa das prioridades de Bruno de Carvalho e, tendo sido adiado devido a múltiplas complicações, foi finalmente despachado com a venda do jogador ao Corinthians por 4 milhões de euros.
Elias Mendes Trindade ingressou no Sporting na época de 2011/12, vindo do Atlético de Madrid, por uma verba de, alegadamente, cerca de 8 milhões de euros. Desde cedo se questionou o porquê de ter sido o jogador mais caro da história leonina. Mas a verdade é que parecia mesmo tratar-se de um grande jogador. Forte fisicamente, tinha a capacidade de vir atrás, recuperar bolas, e lançar o jogo para o ataque. Isto quando estava inspirado. Muitas vezes chegámos a perder a paciência com a falta de empenho que o número 77 demonstrava. Ainda assim, era aposta constante dos vários treinadores que passaram pelo clube durante estas duas épocas e chegou mesmo a ser capitão. Em janeiro de 2013 foi cedido por empréstimo ao Flamengo, onde, ao fim de 1 época, foi considerado o melhor médio do Brasileirão. Voltou no inverno de 2014 e, não se arranjando solução, foi integrado no plantel da equipa B, pela qual fez alguns treinos. Por fim, no dia 7 de abril, foi vendido em definitivo ao Corinthians, por 4 milhões de euros, segundo um comunicado oficial do Sporting.

Marcando 4 golos em 49 jogos disputados com a camisola do Sporting, Elias não deixa saudades a grande parte dos adeptos sportinguistas que vêem nesta transferência o alívio de menos uma preocupação desportivo-financeira por parte do nosso Sporting Clube de Portugal.

segunda-feira, 7 de Abril de 2014

Barbeiro do Leão (Nova Rubrica!)

Com Juba: William Carvalho/Adrien
Mais uma excelente exibição de ambos os médios portugueses, desta vez com um golo como bónus para cada um. O jogo frente ao Paços de Ferreira não foi propriamente um hino ao futebol, mas deixou as suas marcas positivas, sendo uma delas o grande entrosamento demonstrado a meio-campo principalmente entre William Carvalho e Adrien. Ambos marcaram (belos) golos e foram essenciais na carimbagem de mais uma vitória leonina.
William, com a sua classe habitual, usufruiu de um momento de inspiração à passagem do minuto 14 e, com a ajuda de Slimani (excelente toque de calcanhar do argelino), conseguiu penetrar a área e finalizar à ponta-de-lança. Fazia o 1-0 na altura.
Assim como um abriu o marcador, o outro fechou-o. Já começa a ser inexplicável a ausência de Adrien Silva na convocatória da seleção. Novamente em grande, o nº 23 leonino voltou a marcar, desta vez de bola corrida, sendo este o seu 7º golo na liga. Grande jogo do luso-francês que, juntamente com William, levou a bola para o ataque e criou inúmeras situações de perigo. Aproveitando por várias vezes o espaço aberto deixado pelos defesas pacenses, chegou mesmo a marcar, com nova assistência de Slimani, ao rematar em força ao ângulo da baliza de Degra.

Sem Juba: Montero/Adeptos
Apesar de esta ter sido uma excelente semana para o clube em todos os sentidos, há certos fatores que parecem mover-se no sentido oposto. E mesmo que pareçam irrelevantes, é importante realçá-los e tentar descobrir o seu porquê.
A boa exibição de grande parte dos jogadores leoninos não escondeu a negatividade de mais um jogo em jejum para Montero, melhor marcador da equipa, que não marca desde Dezembro (embora já tenha marcado por duas vezes, ambas mal anuladas, contra Olhanense e Vitória de Guimarães). Bem tentou algumas vezes neste jogo, sendo a mais flagrante aquele livre direto já no fim da partida, defendido espetacularmente por Degra, mas não conseguiu marcar. Parece que a inspiração da primeira volta desapareceu, e isso começa a preocupar.
Outro aspeto negativo da jornada foi a fraca assistência leonina presente no estádio. Há, contudo, explicações para este caso: preços dos bilhetes, localização geográfica, condições meteorológicas, etc. Ainda assim, as nossas claques não faltaram e deram espetáculo, como nos têm habituado.

domingo, 6 de Abril de 2014

Champions saída da bruma


O nosso Sporting volta a estar, para já, a quatro pontos do líder Benfica; mas a vitória em Paços de Ferreira por 3-1, neste sábado, deu-nos mais que isso. A presença na Liga dos Campeões da Europa está garantida e assim teremos o regresso 5 anos depois. Triunfo num terreno tradicionalmente difícil para a nossa equipa e que permite pressionar o Benfica, num jogo que, sem fazer uma super-exibição, justificou a vitória com uma prestação competente
Os visitantes foram controlando a primeira parte praticamente desde o seu início, com o meio campo a trabalhar mais e melhor do que o do Paços. Mais posse de bola, equipa do Sporting mais subida e, ainda antes do primeiro quarto de hora, uma bela combinação entre Slimani e William Carvalho terminou com o primeiro golo da noite, apontado pelo médio. A turma da casa ainda tentou reagir em duas iniciativas de Bebé, numa delas com direito a grande defesa de Rui Patrício, mas num pontapé de canto "esqueceram-se" de Rojo e o argentino apontou o segundo golo, numa altura em que o nevoeiro já reinava no estádio.
A segunda parte parecia surgir com o mesmo ambiente: pouca visibilidade e domínio do Sporting. Mas, à terceira iniciativa, Bebé conseguiu chegar ao golo, reduzindo a desvantagem caseira e animando o jogo. O Paços ocupou o lugar do adversário, passou a atacar mais e a "assustar", mas na primeira jogada ofensiva de registo do Sporting no segundo tempo... golo. Remate ao ângulo de Adrien, que mudou o conjunto de Jardim. O Sporting ganhou tranquilidade e pouco depois ganhou também superioridade numérica quando Filipe Anunciação (infantilmente) foi expulso - viu o segundo amarelo por mão na bola.
Na verdade o Sporting, apesar de ter sido superior na maioria do tempo, não criou muitas oportunidades de golo claras; nem precisou, porque foi eficaz. E justificou o resultado, que não se alterou até final apesar de boas intervenções, quer de Degra, quer de Rui Patrício.
Destaques:
William Carvalho - Classe. A jogada do primeiro golo (que, note-se, teve a grande ajuda do calcanhar de Slimani para a embelezar) é exemplo disso mesmo. A calma com que avança no meio-campo, tabela com o avançado, deixa Flávio Boaventura para trás com uma finta e ainda arranja tempo para inclinar o corpo de maneira a enganar o guarda-redes antes de chutar... não é para todos. Mais um bom jogo a vários níveis.
Adrien Silva - Mais uma para Paulo Bento engolir. Muito bem a combinar com William Carvalho e a levar o jogo para a frente. Teve quase sempre espaço para aproveitar na faixa central esquerda e fê-lo oportunamente. O remate  para golo de Adrien, sem hipóteses para o guarda-redes Degrá, foi, portanto, o momento que matou o jogo.
Marcos Rojo -  O central está com o pé quente e marcou em duas jornadas consecutivas, conseguindo o seu quarto golo na Liga. É certo que a falta de marcação na área do P. Ferreira ajudou, mas a calma do argentino para dominar a bola e chutar de pé esquerdo foi irrepreensível.
Slimani - Porque um ponta de lança não vive só de golos, o avançado argelino foi muito importante na condução ofensiva do Sporting. Ia atrás, olhava para os colegas que se desmarcavam e fazia jogar. O pormenor do calcanhar na jogada do primeiro golo dos leões veio apimentar uma boa exibição. Duas assistências para a carteira.
Rui Patrício - Sem ele o resultado poderia ter sido outro. Por 3 vezes evitou o golo ao perigoso Bebé.

sexta-feira, 4 de Abril de 2014

Convocados

Leonardo Jardim convocou 19 jogadores para a deslocação a Paços do Ferreira, onde, este sábado, às 20h15, o Sporting defronta a equipa local em jogo da 26.ª jornada da I Liga.
Lista de convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck.
Defesas: Maurício, Jefferson, Marcos Rojo, Eric e Cédric.
Médios: William, Adrien, Vítor, André Martins, Magrão, Carrillo e Esgaio.
Avançados: Slimani, Montero, Heldon, Capel e Carlos Mané.

Onze provável
Sporting Clube de Portugal - SAD 4-4-2 football formation