quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Chegou Janeiro


Chegou Janeiro e com ele a febre de mercado, que este ano está mais influenciada pela situação económica que vive a Europa, naturalmente o centro futebolístico do mundo. E nós, apaixonados adeptos de um clube de bolsos rotos e em clima de "guerra fria", não desejamos mais nada que a demissão do nosso tão adorado presidente que não revela capacidade de dar a volta. Mas mercado é mercado, e Jesualdo terá ideias em mente. Deverão haver mais saídas que entradas, mas ainda assim há posições que considero prioritárias de reforço este mês se ainda ambicionamos os lugares europeus. Se o objetivo for evitar a linha de água, então ok, que se continue com esta pseudo-equipa...
São 3 as posições a reforçar este mês:
Defesa Central: muitos de vocês dirão, e eu concordo, que será preciso mais do que um reforço para aqui. Mas sabendo dos limites e contingências do nosso clube, temos de nos contentar com um. A posição de defesa central no Sporting já é um assunto que se discute desde a saída de Tonel e baixa de rendimento de Polga. Perdemos um patrão mas ganhámos um capitão américa o ano passado: menos mal. Mas por estupidez ou beneficio de agentes, este anos ficámos com um centro defensivo cheio de buracos. A falta de qualidade é gritante. Há tão pouca qualidade que até já considerei Daniel Carriço como o melhor central no plantel! Já se falou em Defendi, mas banalidade já temos que chegue. 
Jesualdo, toma nota: um central BOM!
Médio ofensivo: fala-se muito da saída de Elias e Izmailov. Se isso realmente acontecer perdemos dois médios do miolo. A perda será só essa, porque noutros aspetos até ficamos a ganhar: dois jogadores dispendiosos; Elias não revelou o que prometeu; Izma é um caso aparte. Logo reforço com um médio é importante. 
Desde a saída de Matías Fernandez a troco de um "saco de nozes" que não temos alguém que construa jogo ofensivo nem que bata livres em condições. Um playmaker de futebol perfumado; um verdadeiro nº10. É isso que nós precisamos.
Ponta de lança: desde Paulo Sérgio que se tem pedido um pinheiro. Chegou Wolfswinkel, e depois dele mais nada de jeito chegou, (Viola e Wilson Eduardo não são pontas de lança / Ribas e Bojinov não deram certo). O holandês lá vai fazendo o que pode, sendo ele e Rui Patrício o nosso abono de família. 
Opções válidas ao Ricky é que, até agora, nenhumas. E o striker ideal a contratar seria prioritariamente um com estampa física  alguém que incomode e marque posição entre os centrais; coisa que não temos á anos. Para aqui já se falou em Ghilas, homem em quem também apostaria se fosse eu a mandar. 

3 comentários:

Anónimo disse...

Post anedótico, bastante divertido, sem dúvida....
Carriço o melhor central!!!! Claro, porque foi vendido... se renovasse era mais uma anedota..
Matias mal vendido??? Sim, havia muitos interessados....

Anónimo disse...

"não desejamos mais nada que a demissão do nosso tão adorado presidente que não revela capacidade de dar a volta".
Esta é claramente a linha e o pensamento do autor deste blogue.
Desejar que a equipa ganhe fica para segundo, não, nem segundo, é a última coisa que interessa...

Leo disse...

Então o amigo tem a receita para por a atual equipa na senda das vitórias?
É que se tem, mande sms ao Jesualdo!