segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Derrota pesada para o que aconteceu


Dois pontos prévios:

  • o Sporting não me envergonhou neste jogo; tivemos uma primeira parte de grande nível com oportunidades, logo o resultado é um pouco "mentiroso".
  • o tempo de recuperação entre este e o jogo na Liga Europa teve influência, já que passados 10 minutos do segundo tempo a equipa mostrava já cansaço.
Não, não são as minhas desculpas para a derrota. São factos que têm de ser ditos, e quem não concorda comigo é porque não viu o mesmo jogo que eu. Vi um Sporting a vender cara a honra na primeira parte, a aproveitar as autoestradas deixadas Maxi Pereira sempre com Wolfswinkel a apoiar bem. Num desses proveitos chegou o golo do holandês: ele dominou, esperou, passou para Capel e o espanhol cruzou - Wolfswinkel já estava novamente no meio, antecipou-se a Garay e inaugurou o marcador.Um golo que penalizou (e bem) uma certa sobranceria encarnada, que somente a partir daí acordou, a realizar uma troca de passes mais eficaz e, assim, a encontrar mais espaços. Lima e Cardozo - este por duas vezes - não estiveram longe do golo, mas a equipa da casa, mais eficaz, chegou ao intervalo a vencer.
E ficou bem patente uma coisa: não estamos na presença de uma enorme diferença de planteis. Estamos sim, na qualidade como equipa. Falta cabeça ao Sporting. Falta alguém que, dentro de campo, saiba controlar os vários aspetos do jogo. Em Alvalade não mora ninguém com essas características. Aliás, quer dentro e, essencialmente, quer fora de campo. Acho Vercauteren um homem sério. Gosto do discurso e, acima de tudo, na coragem.Contudo, entrou a frio num caldeirão de merda. Com tempo e recursos, até poderá fazer algo. 
O segundo tempo viria a ser muito mais animado. A primeira oportunidade flagrante ainda pertenceu ao nosso Sporting, quando Elias apareceu isolado em frente a Artur, mas o guarda-redes levou a melhor neste duelo entre brasileiros. Depois os vermelhos voltaram a ser superiores. Nas alturas, em disputa com Cardozo, Rojo acabou por introduzir a bola na própria baliza, até com o seu braço envolvido pelo meio.
E lá continuava o Benfica a pressionar, perante um Sporting exausto. Garay enviou a bola ao poste de cabeça. Do outro lado, um remate de Insúa ao poste "acordou" os adeptos locais, mas foi a exceção nesta fase. Depois Boulahrouz evitou um golo quase em cima da linha... com a mão. O árbitro viu, assinalou grande penalidade e expulsou o holandês. Cardozo, com calma, fez o 1-2 quando faltavam dez minutos para o final. Não demorou muito até o tosco bisar: Salvio cruzou do lado esquerdo, Cardozo foi mais forte no ar, cabeceou para fora mas a bola ainda contou com um desvio num adversário para estabelecer o 1-3 final.
Por fim, vejo lampiões a regozijarem-se com uma fantástica reviravolta feita á base de 1 penalty e 2 auto-golos (sem falar da expulsão correta). Se o Benfas perdesse com este Sporting, seria uma vergonha! 
Tenho dito...

11 comentários:

Zeto disse...

Pesada , podíamos levar muitos mais o que nos valeu foi o Patrício. Godinho Se não percebes nós ensinamos-te e até fazemos um desenho demite-te pá. a tua credibilidade é zero.Mas quem manda no Sporting ninguém sabe, pelos visto é um tipo que era locutor da renascença que diz que o Sporting não vai a jogo ridiculo.Ao que chegou o meu Sporting.

Tiago disse...

Os jogadores do Sporting estavam cansados porque são mal treinados, porque andam desmotivados, e não porque jogaram com o Videoton na sexta-feira.

Só três jogadores do Sporting jogaram como titulares na sexta-feira: Boulahrouz, Insua e Rinaudo.

Considerar o jogo de sexta-feira a desculpa para o cansaço, é desresponsabilizar o treinador e os próprios jogadores.

E não esquecer que o Sporting jogou com o Porto e com o Braga ao domingo, depois de terem jogado para a Liga Europa na quinta-feira.
Qual é a diferença entre jogar sexta e segunda, ou quinta e domingo? NENHUMA.

De resto, há jogadores de Sporting que são piores que maus.

Rui Patrício, Insua, Rinaudo, Capel e Wolfs... os únicos do 11 de ontem com qualidade. O resto, MAU.

Anónimo disse...

Há que ir correr pó meio do monte!

CR4 disse...

Capel também jogou o tempo quase todo na 6ª feira, e foi dos primeiros a rebentar na 2ª parte de ontem.

Na minha opinião o treinador teve uma boa parte da culpa na derrota de ontem ao não ser capaz de ver onde começámos a perder o jogo. Capel,Pranjic e Carrillo estavam de rastos e deviam ter saído mais cedo, para podermos continuar a pressionar o benfica. Assim limitámo-nos a esperar que viessem para cima de nós, e com a defesa que temos os erros como os que aconteceram não eram assim tão imprevisíveis. Fica a lição, e espero que ainda vamos a tempo de lutar pela Europa... -.-

Leo disse...

Pois, também concordo com culpa de Vercauteren. Demorou a mexer e mexeu mal.

slb1958 disse...

O glorioso só entrou na 2ª parte para respeitar as 72 horas que o sporting exigia.

Leo disse...

E foram tão nossos amigos que nos deixaram marcar os golos deles!

-.-

Anónimo disse...

O Sá Pinto, referiu várias vezes que tinha o plantel que queria! alguns meses passados o que se vê é uma equipa fraca com um plantel de jogadores muito fracos e sem categoria para representarem uma equipa que quer lutar pelo título. O que diria agora Sá Pinto?

Anónimo disse...

Projecto terminou quando prescindiu de Duque, Freitas e Domingos. Se o Godinho não for uma aldrabão, se ele for honesto, marca eleições antecipadas. Até pode ganhar novamente o Godinho, mas está na altura de os sócios escolherem o rumo do Sporting.

Leo disse...

Espero que o Movimento Dar Rumo ao Sporting chegue aos seus fins

Anónimo disse...

Os andrades corruptos ja afiam a dentuça para rilhar os restos da carniça dos lagartos prestes a cairem de podre.